Manaus, 24 de Julho de 2014

INSTITUCIONAL SERVIOS CONSULTAS INFORMAES EDUCAO FORMULRIOS TRANSPARNCIA

FOTOS

Comea a Funcionar o Disk-Pileque do Detran/AM

Começou a funcionar a partir de 0h desta sexta-feira (1º), o Disk-Pileque, uma das ações que estão sendo desenvolvidas pelo Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran/AM), com o objetivo de reduzir os índices de acidentes provocados pela combinação álcool e direção, no período do Carnaval.

Os telefones do Disk-Pileque são 0800-2801515, 3642-6708 e 3634-4806. O sistema, que vai resgatar quem não estiver em condições de dirigir para casa, vai funcionar até o dia 6 de fevereiro. A diretora presidente do Detran/AM, Mônica Melo, diz que a expectativa, com as ações de fiscalização e do programa da carona solidária, é reduzir em 50% o número de acidentes, nesse período. No ano passado, o órgão registrou 11 mortes, nos quatro dias de Carnaval.

Nas primeiras horas de funcionamento do Disk-Pileque não houve registro de acidentes de trânsito em Manaus. O sistema recebeu 12 chamadas, de pessoas procurando maiores esclarecimentos sobre o programa. “Algumas queriam saber se poderiam ser presas, caso usassem o serviço. Explicamos que a pessoa que precisar e for atendida, vai evitar correr o risco de morrer em um acidente. E que o risco de ser preso, corre quem não ligar e dirigir embriagado”, relatou o comandante da Companhia de Trânsito da Política Militar (Ciatran), capitão Carliomar Brandão.

Carliomar Brandão informou que as viaturas da Ciatran estarão em pontos estratégicos na cidade, durante todo o Carnaval, para atender, o mais breve possível, as chamadas do Disk-Pileque. Além disso, o Detran/AM firmou parceria com o Sindicato dos Condutores Autônomos e Taxistas de Manaus (Sintax/AM), para que possa usar os veículos associados à entidade. O custo desse serviço será pago pela Federação Nacional das Empresas de Seguros Privados e de Capitalização (Fenaseg), que aderiu à iniciativa.

A solicitação da carona solidária pode ser feita pelo próprio motorista ou por amigos, donos de bares e responsáveis por bandas de carnaval que identifiquem condutores embriagados.

“Quando recebemos uma chamada no Disk-Pileque, um agente de trânsito mais próximo vai até o local e verifica se o motorista do carro está embriagado. Se precisar, nós mandaremos um táxi ao local e a autorização da corrida e do percurso é assinada pelo agente de trânsito e pelo taxista”, detalha o comandante da Ciatran.

Funcionários do Detran vão estar posicionados na área do Sambódromo, nos dias dos desfiles das escolas de samba, para distribuir ventarolas e adesivos com o número dos telefones do Disk-Pileque. O Detran também vai intensificar suas ações, colocando todo o seu aparato nas ruas, incluindo bafômetros e guinchos. Serão 120 policiais da Ciatran e fiscais do Núcleo Especializado em Operações de Trânsito (Neot). O intuito é o de coibir os excessos ao volante, principalmente, a direção perigosa, dirigir sem capacete, alcoolizado ou sem habilitação. O reforço maior será nas áreas onde acontecem as principais festas da cidade, como o Sambódromo, a Ponta Negra e os bairros da Zona Leste.

Dirigir alcoolizado é crime de trânsito previsto no artigo 306 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB). A multa é de R$ 957,69 e a pena varia de seis meses a três anos de detenção. Quando flagrado conduzindo um carro bêbado, o condutor tem a carteira apreendida e pode ter suspensa a permissão para dirigir.

Voltar