WhatsApp Image 2018-01-19 at 13.14.18

Começa a funcionar a partir da zero hora desta quinta-feira, 1º de fevereiro, o Disk-Pileque. O serviço é uma das ações que estão sendo realizadas pelo Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM), em parceria com Associação dos Condutores de Ambulância do Estado do Amazonas (Amcaam),  com o objetivo de reduzir os índices de acidentes provocados pela combinação álcool e direção, no período do Carnaval.

O telefone do Disk-Pileque é (92) 99146-9863 e também funciona como WhatsApp. O sistema vai resgatar quem não estiver em condições de dirigir para casa e vai funcionar até o dia 15 de fevereiro.

 

De acordo com a  diretor presidente do Detran-AM, Vinicius Diniz, a expectativa, com as ações de fiscalização e do programa da carona solidária, é manter em zero o número de acidentes de trânsito nesse período, como registrados em 2017.

“Várias pessoas ficam com receio de usar o serviço e serem multadas ou presas. Queremos deixar claro para o condutor que usando o serviço ele não terá qualquer tipo de repreensão, muito pelo contrário, ele estará contribuindo com a comunidade evitando dirigir alcoolizado, podendo causar um acidente no percurso. E que o risco de ser preso, corre quem não ligar e dirigir embriagado, pois estaremos com fiscalização em todas as zonas da cidade”, relatou Vinicius Diniz.

Segundo ele, as viaturas que serão utilizadas no serviço estarão em pontos estratégicos na cidade, durante todo o Carnaval, para atender, o mais breve possível, as chamadas do Disk-Pileque. A solicitação da carona solidária pode ser feita pelo próprio motorista ou por amigos, donos de bares e responsáveis por bandas de carnaval que identifiquem condutores embriagados.

“Quando recebemos uma chamada no Disk-Pileque, um motorista e um enfermeiro vão até o motorista e verificam seu estado de embriaguez. O mesmo além de ter seu carro removido até sua casa, ainda recebe tratamento médico caso precise e é entregue na sua casa com toda segurança possível”, explicou o coordenador do Disk-Pileque, Manuel Araújo.

Ações – O Detran-AM também intensificou suas ações, colocando todo o seu aparato nas ruas, incluindo bafômetros e guinchos. São 120 servidores trabalhando tanto nas ações educativas quanto nas fiscalizações da Lei Seca. O intuito é o de coibir os excessos ao volante, principalmente, a direção perigosa, dirigir sem capacete, alcoolizado ou sem habilitação. O reforço maior será nas áreas onde acontecem as principais festas da cidade.

Dirigir alcoolizado é crime de trânsito previsto no artigo 306 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB). A multa é de R$2.934,70 e a pena varia de seis meses a três anos de detenção. Quando flagrado conduzindo um carro bêbado, o condutor tem a carteira apreendida e pode ter suspensa a permissão para dirigir.